fev 182010
 
Share Button

O nome Gibiosfera foi escolhido para representar o foco de nosso trabalho: a produção de revistas de Histórias em Quadrinhos, também chamadas carinhosamente de Gibis. Pesquisamos e chegamos a alguns fatos e curiosidades sobre a origem da palavra GIBI.

Gibi com o Capitão Marvel

Depois do pioneirismo da revista O Tico Tico de 1905, o que se destaca no Brasil são os suplementos infantis em quadrinhos, encartados nos jornais A Nação e O Globo, em 1934. O sucesso foi imenso, com picos de venda dos jornais nos dias em que os suplementos estavam presentes.
Detalhe: esses mesmos jornais eram vendidos nas ruas por meninos, que aos berros anunciavam as manchetes.

Em 1937 surge a revista em quadrinhos Mirim, de Adolfo Aizen (fundador da EBAL), onde as histórias passaram a ser publicadas de forma completa (uma revolução pois nos suplementos elas eram divididas em capítulos!).

Gibi com Charlie Chan

Em 1939, Roberto Marinho, do O Globo, para competir diretamente com a revista Mirim, lança uma revista chamada Gibi.
Entre os personagens publicados no Gibi estavam Li’l Abner (Ferdinando), de All Capp, Charlie Chan, de Alfred Andriola, Brucutu, de V.T. Hamlin e Os Filhos do Capitão Grant, da obra de Julio Verne, desenhado pelo brasileiro Miguel Hochman.

Na edição número 03 da revista Gibi, foi publicado um conto de William C. White que conta a história de um menino… chamado Gibi.

Gibi com o Cavaleiro Negro

A revista Gibi foi responsável por muito do que as Empresas Globo são atualmente!  Ela não foi a primeira revista em quadrinhos do Brasil, mas seu sucesso foi inegável, tanto que, até hoje, a palavra Gibi é denominação genérica de qualquer Revista em Quadrinhos no país (assim como ocorreu com as marcas Gillete para lâminas de barbear, Bombril para as palhas de aço etc…).
De acordo com um antigo dicionário escolar do MEC, de 1965, Gibi significava menino, moleque.
Nos dicionários atuais a palavra já figura como sinônimo para Revista em Quadrinhos (e ninguém mais pensa em chamar um menino de gibi! Um caso raro em que a palavra perdeu seu sentido de origem e passa a ter outro totalmente diferente).

Dicas:
Para se aprofundar no assunto, sugerimos os livros do mestre Álvaro De Moya – História das Histórias em Quadrinhos, Shazam! e Vapt Vupt, e A Guerra dos Gibis, do jornalista Gonçalo Junior.
Se você curte gibis antigos, visite o site de nosso amigo Kendi
www.gibiraro.com.br foi ele que cedeu, gentilmente, as imagens de seu acervo para este artigo!

Share Button

  8 Responses to “Gibi: Você sabe qual a origem desta palavra?”

  1. Adorei tudo! Adorei o site, o blog, o nome!!! Vocês estão de parabéns pelo lindo trabalho, pela coragem e pela atitude. Que a Gibiosfera tenha muita história pra contar.

  2. Adorei tudo! foi uma resposta as minhas buscas. É tão bom saber que há pessoas imbuidas com o proposito cultural. Gibi é cultura. e eu aqui buscando HQs para ilustrar minhas aulas de Qualidade de vida e Qualidade no Trabalho e encontrei voces. Parabéns e Sucesso!

  3. Gostei muito do blog,achei que o blog foi bem objetivo a minha pergunta e bem ilustrado

  4. OoO Q BOM! ◘II◘

  5. OoO quew bom!! ◘II◘

  6. eu adorei pois era o que eu precisava para a prova…
    kkkkkkkkkkkkkkk
    tirei 10
    kkk…

  7. Parabens pelo texto, muito informativo!Estou referenciando vocês no meu trabalho de conclusão de curso, “Gibis X Mangás, a relação crossover de Mauricio de Sousa e Osamu Tezuka: um fenômeno Bahktiniano”

 Leave a Reply

(required)

(required)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>